O início

Depois de suas primeiras tentativas, nasceu a Ashley Mountney Ltd., reunindo o nome de solteira e de casada de Laura. Em pouco tempo, decidiram que o nome da empresa deveria mudar para Laura Ashley, para representar melhor os produtos que fabricavam.

Em 1955, os Ashleys se mudaram de Londres para Kent, uma região rural, onde tinham mais espaço para uma estamparia e para o crescimento da empresa. A operação toda quase desapareceu em 1958, quando o rio Derwent transbordou e inundou a casa, arruinando o equipamento da estamparia, os tecidos e os corantes. Nessa época, a família Ashley já tinha aumentado; o casal já tinha três de seus quatro filhos. Mas foi uma época difícil, e cada centavo que sobrava era reinvestido na empresa. Isso se notava no número cada vez maior de produtos fabricados sob o nome Laura Ashley: luvas para forno, aventais, macacões para jardinagem. Em 1960, a receita havia aumentado de £2.000 para £8.000.

Em 1961, houve um acontecimento significativo e duradouro para a empresa; a família se mudou novamente, desta vez para o País de Gales, onde Laura havia nascido, e de onde tinha felizes lembranças de infância. Inicialmente eles se instalaram no clube social de Carno, em Mongomeryshire, que estava desocupado, mas em 1967 mudaram-se para a estação de trem local, que havia sido fechada dois anos antes. Foi aqui que a empresa estabeleceu seu alicerce e cresceu, com o desenvolvimento da primeira máquina de estampagem plana, que produzia 5000 metros de tecido por semana. Em 1966, foi produzido o primeiro vestido social - até então só haviam sido confeccionadas roupas de trabalho.

A paixão de Laura por tudo que se relacionasse ao período vitoriano produziu um estilo feminino e elegante que rapidamente se tornou a marca da empresa, e que acompanhou muito bem a tendência no final da década de 60,e que sempre a acompanhou.


 
Laura Ashley UK Laura Ashley USA